Soluções digitais para o setor de viagens

on Terça, 16 Agosto 2016. Posted in SinalizeWeb

Não existe uma área que o advento da Internet não ajudou a alavancar, e quando se fala na realização de viagens, a rede mundial de computadores só nos permitiu explorar mais destinos, conhecer outras pessoas e descobrir novas culturas. É um ramo que desperta o interesse não apenas dos viajantes, mas de empreendedores e empresários de sucesso capazes de tornar os passeios ainda mais prazerosos.

Cada vez mais antenados à tecnologia em computadores e principalmente smartphones, o usuário que está procurando por um destino, uma passagem ou um hotel também mudou. Eles são cada vez mais jovens, com a maioria deles entre os 16 e os 30 anos de idade, e concluem o planejamento inteiro em até 30 dias, dentro da própria residência, ao contrário dos viajantes de 20 anos atrás, que se deslocavam até uma agência de viagens para começar a pensar no assunto. As informações são do estudo Boletim de Tendências, do Sebrae.

O mercado de soluções digitais para viagem é caracterizado pelo recebimento de informações em tempo real e pelo compartilhamento de experiências com viajantes de todo o mundo. O novo comportamento possibilitou oportunidades que crescem a cada dia para os negócios que têm apostado na área, com o surgimento de soluções inovadoras para o turismo online a todo o momento, acompanhando todos os processos de compra de uma viagem: deslocamento, bagagem, acomodação, alimentação, passeios, câmbio, seguro viagem, guia turístico e registros de imagens.

Se a intenção é começar a investir na área, é possível buscar inspiração em players que já estão consolidados no mercado, mas de forma a tornar o seu negócio um nicho reconhecido antes de começar uma expansão. Para isso, a presença online é o fator mais importante para iniciar em empreendimento de viagem, seguido de atendimento de qualidade, preço competitivo e personalização dos serviços. Confira algumas das melhores soluções do mercado:

Airbnb, o aplicativo de locação de acomodações que não possui nenhum imóvel

Uma das soluções digitais para viagem mais inovadoras, o Airbnb permite ao usuário encontrar uma acomodação em mais de 34 mil cidades em quase 200 países no mundo. No entanto, o local procurado não é um hotel, e sim um albergue, uma casa, um quarto inteiro ou compartilhado e até mesmo lugares criativos, como casa na árvore, trailers e castelos.

De acordo com a própria plataforma, 53% dos brasileiros podem usar as acomodações oferecidas durante o período dos Jogos Olímpicos no país, mostrando que a nova geração de exploradores do mundo está disposta a trocar experiências com os anfitriões e viver como um habitante local enquanto viaja, sentindo-se em casa.

Rent a bag, a solução para locação de malas de viagem

Não é todo turista que possui uma mala do tamanho que precisa para a viagem, muito menos tem o dinheiro necessário para adquirir uma nova e ainda a possibilidade de armazená-la dentro do armário. É por isso que surgiram soluções como a empresa Rent a Bag, que permite a locação de uma mala de boa qualidade por valores iniciais de R$ 115 por dez dias de uso, provando que a era da economia compartilhada chegou com tudo ao Brasil e pode ser um bom modelo de negócios para alguns serviços usados pelos viajantes.

Assist Card, sua melhor contratação em seguro viagem

Precaução é o principal cuidado para que a viagem seja tranquila para o turista. 3 a cada 10 viajantes já necessitam de um seguro viagem, que dá a garantia necessária em caso de extravio de mala, acidentes e internações no local de destino, que pode custar mais de US$ 30 mil fora do Brasil. Empresas como a Assist Card atingem o turismo online por meio das vendas na Internet de coberturas para diversos perfis de turistas, como famílias, aventura, mochilão e muitos outros, aproveitando os nichos do mercado de forma eficiente e competitiva.

MTRIP, o wikipedia de viagens em realidade aumentada

A realidade aumentada vinha sendo apontada como uma das principais tecnologias do futuro, mas ela finalmente chegou aos dias atuais, inclusive para quem vai viajar. Utilizando algoritmos complexos, a Mtrip desenvolveu um aplicativo para oferecer informações turísticas ao viajante por meio da câmera do celular: ao apontar para um monumento, um museu ou um restaurante, o app é capaz de fornecer um resumo sobre o que o usuário está vendo, o horário de funcionamento, o valor para a entrada e uma série de outros dados essenciais. A proposta é ousada, mas pode ser adaptada para outros investimentos com tecnologia de ponta no setor do turismo online, que ainda são escassos por aqui.

Rent a local friend, o seu guia turístico

A plataforma que permite vivenciar uma experiência real em uma cidade ou em um país desconhecido facilita o contato entre o turista e uma pessoa disposta a levá-lo aos pontos históricos, aos melhores bares e a lugares que apenas um autêntico morador conhece. O serviço, que não precisa de guias especializados, sai em média US$ 100 por quatro horas de imersão na nova cultura. O negócio não necessita de tanta mão de obra para sair do papel e sobrevive com as assinaturas dos “amigos locais”, mostrando que uma experiência diferenciada de viagem faz parte do novo perfil do turista.

Possibilidades de empreender ou adaptar as empresas para atender esse viajante conectado não faltam, e se você já é um assíduo viajante, vai ser ainda mais simples pensar em soluções digitais que agrade o seu público, baseado em suas histórias pessoais na hora de fazer as malas. Assim como uma viagem, tudo o que uma ideia empreendedora precisa para ser realizada é planejamento, orçamento e muita dedicação para que a experiência seja inesquecível.