Acessibilidade:
Login

  • SinalizeWeb14 anos
  • DivisãoCommtempla
  • EmpresaSW tecnologia.tech
  • Código deConduta
  • Entre emContato

Consultoria SEO

Consultoria SEO, documento de laudo técnico para implementalçai de correções e melhorias

Implementação SEO

Implementação SEO, um time de analistas e desenvolvedores, com foco em performance orgânica e Usabilidade

Análise de Impacto para Migração de Plataformas

Migração Assistida de Plataforma, sem perda de Tráfego Orgânico. Muito além de Redirect 301

Desenvolvimento web pautado em SEO

Desenvolvimento de sites e lojas e-commerce com premissas SEO OnPage

Está imagem representa o tema abordado pela publicação do blog da Sinalizeweb | Como gerenciar os custos e formar preços de venda

Como gerenciar os custos e formar preços de venda

05 de Agosto de 2015
Por SinalizeWeb

Como gerenciar os custos e formar preços de venda

Algumas dificuldades fazem parte do dia a dia do profissional envolvido no comércio eletrônico: logística, conversão, mobile, atendimento, pagamento, precificação e etc. A questão de formação de preço é um dos principais entraves do e-commerce. Para tirar essa dúvida, João Parente, Partner at eNext Group, realizou a palestra ‘Gestão de custos e formação de preços no e-commerce: aprenda como gerenciar os custos e formar preços de venda’ durante o Fórum E-Commerce Brasil 2015. Confira os principais pontos abordados durante sua apresentação.

Três formas de formar o preço
1. Concorrência
2. Demanda
3. Custos + Despesas

Concorrência: forma como o mercado está estruturado tem forte influência sobre preços
– Mercado dominado por grandes players: apresenta menor margem de precificação; Pode ser lucrativo para os lojistas em geral ou não;
– Mercado fragmentado: nenhum player tem um liderança dominante permite um maior número de experimentos com preços, e possivelmente uma competição mais saudável;

Demanda: quanto o consumidor está disposto a pagar por algum bem ou serviço
1. Varia de pessoa para pessoa;
2. Como agradar a todos, aumentando sua receita?
*Uma dica é oferecer diferentes configurações e/ou personalizações, além de diferencial com valor agregado.

“Comparabilidade” de produto
– Produto diferenciado: exemplo os “Produtos de moda” que tornam menos relevante a questão do preço, mas ainda existem produtos substitutos;
– Produto sem variações: exemplo o “Jogo Fifa 2015” ou com substitutos diretos, por exemplo. “Pneus”, a comparação de preço na concorrência tende a ganhar importância;


Custos e Despesas
– As duas forças que falamos até aqui trabalham no sentido de limitar a margem superior da faixa de preço, e muitas vezes, o lojista não tem grande influência sobre elas.
– Não apenas o custo de compra da mercadoria, mas a despesa total de venda, dada a estrutura da empresa naquele momento.
– Ter esse número em mente é importante para definir se um produto/mercado é lucrativo ou não para você, e potenciais mudanças na empresa que possam reduzir o custo.

Como saber qual é meu preço mínimo para ser lucrativo?
– Alocar custos/despesas aos produtos;
– Relação direta ou rateio;

Critérios diversos
– Número de produtos vendidos;
– Receita gerada por cada produto;
– Número de funcionários em cada área, espaço ocupado (aluguel), etc;

Resultados
– Estimativas para tomada de decisões mais acertadas sobre determinado produto/mercado;

Qual a diferença entre custo e despesa?
Custos podem ser atribuídos ao produto final, já as despesas são de caráter geral, de difícil vinculação aos produtos obtidos.


Despesas
Todos os gastos relativos a administração da empresa, como a área comercial, tecnologia, operação, marketing, desenvolvimento de produtos e o financeiro. Gastos que a empresa precisa ter para manter a estrutura funcionando, porém não contribuem diretamente para geração de novos itens que serão comercializados.

Importância da correta classificação entre Custos e Despesas:
Definição da margem de contribuição por produto: Valor que sobra da venda de um produto ao retirarmos de seu faturamento bruto os gastos com deduções de vendas e com o custo de sua produção ou compra; Definição da rentabilidade de um produto, após todos os custos e despesas.


Confira aqui a apresentação completa detalhando a prática para o e-commerce – com explicação sobre despesas fixas, depreciação, despesas variáveis, plano de controle de receita versus gastos e muito mais.

Fonte: EcommerceBrasil

Conheça melhor o cenário de tráfego do seu site

Receba a Opinião de um de Nossos Especialistas

Só mais algumas informações

Calculadora de

E-commerce

Defina sua meta de faturamento e com base num ROI estimado, saiba qual é o investimento ideal em marketing de performance para a sua estratégia de negócio online.

Assine agora nossa newsletter

Este site usa cookies apra garantir que você obtenha a malhor experiência em nosso site. Leia a Política de Privacidade