A internet está repleta de oportunidades para quem deseja investir em um empreendimento online. No entanto, isso não quer dizer que é fácil, já que apostar nesse tipo de empresa pode exigir mais comprometimento do que um negócio tradicional.

Ainda há grande o número de líderes, gestores e empreendedores no e-commerce que não sabem definir uma meta de faturamento e o cálculo de ROI (Retorno sobre Investimento) em suas operações. Muitos deles não o fazem pela falta de compreensão quanto sua importância. Outros, por simples desconhecimento de como realizar esse cálculo.

O nicho de e-commerce é bastante atraente para quem visa obter bons lucros na internet. O crescimento do consumo virtual impulsiona esse interesse. Mas para obter destaque, não basta ter uma presença online, é preciso que ela seja sólida o suficiente para gerar tráfego recorrente e que esses visitantes possam ser convertidos em vendas.

Casa cheia, quase 300 empresários do setor e alguns aspirantes em busca de oportunidades em ecommerce. O contexto: a passagem do Ciclo MPE por Curitiba, patrocinado pelo Ecommerce na Prática. Foi assim que eu tive o prazer de passar a tarde da última quinta-feira, dia 12 de julho, enquanto palestrava gratuitamente e batia um papo com o público. O assunto da minha palestra não deve ser uma surpresa: Ecommerce no Brasil. Mas durante o evento apresentei uma série de fatores que aponta esse segmento como uma das grandes oportunidades de negócio do momento.

 A cada dia surgem inúmeras startups, mas o grande desafio é se destacar e, acima de tudo, criar um negócio sustentável.

Um dos principais assuntos em pauta atualmente são as startups. Empresas como o Google, Microsoft, Apple e tantas outras que começaram em uma garagem e hoje estão no mundo todo são exemplos para todos os entusiastas dessa área.